Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Novembro 2022 nº84 Ano XXII
Social
Programa CuidAdor apoia 100 pessoas no concelho

Cuidador1O projeto CuidAdor, desenvolvido pelo Centro Social S. João de Sobral no concelho de Oleiros, com o apoio da Câmara, apoiou cerca de uma centena de pessoas desde que foi criado. O projeto pretende “apoiar quem se encontre numa situação de dependência de cuidados básicos, por motivos de incapacidade ou deficiência, com perda de autonomia; bem como quem lhe presta assistência regular”, explica o município em nota enviada ao Oleiros Magazine.
Diariamente uma cabeleireira com formação também em estética e uma ajudante deslocam-se à casa dos beneficiários e de forma gratuita cortam o cabelo e a barba, tratam dos pés e das unhas das mãos.
Em 2020 foram realizadas 450 visitas ao domicílio. Um número que cresceu em 2021 para 803. No primeiro trimestre deste ano foram feitas 241 visitas, estando a prestar apoio a 84 pessoas.
Cuidador2O projeto é financiado em 70 por cento pelo Fundo Social Europeu, e recebe apoio de investidores sociais e do Município de Oleiros.
Cátia Alves, coordenadora do projeto e técnica superior de Serviço Social no Centro Social São João de Sobral, confirma, em nota enviada à nossa redação, “que alguns problemas de saúde foram detetados a tempo de serem tratados, sendo reportados ao Centro de Saúde”.
Aquela responsável diz estar a trabalhar também em articulação com o Centro Distrital de Segurança Social, com familiares, com a psicóloga do projeto municipal de “Apoio ao Luto”.
Por sua vez Fernando Jorge, presidente da Câmara, também citado na mesma nota, recorda que “o projeto foi pensado para fomentar a autoestima das pessoas com dificuldade de locomoção, mas também dos seus cuidadores, promovendo o seu autocuidado. Esta é também uma forma de prevenir doenças, uma vez que existem algumas pessoas a viverem sozinhas ou isoladas”.
No entender do autarca “tudo o que possamos fazer nesta área não é um custo”.