Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Francisco Carrega | Periodicidade: Trimestral | Dezembro 2023 nº89 Ano XXII
Associação distingue diferentes personalidades
Bombeiros de Oleiros assinalam 75 anos e recebem Medalha de Mérito do Governo

Grau PrataA Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oleiros assinalou, no passado dia 7 de outubro, os seus 75 anos. O governo atribuiu-lhe a Medalha de Mérito Grau Prata, numa cerimónia onde participaram a Secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, o presidente da Liga dos Bombeiros, António Nunes, ou o Comandante Regional de Emergência e Proteção Civil do Centro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Francisco Peraboa, entre as cerca de 350 pessoas que estiveram no almoço de aniversário.
Para além daquela distinção, os Bombeiros de Oleiros receberam também a Medalha Covid-19, entregue pela Liga dos Bombeiros Portugueses em reconhecimento pelo trabalho de todos os operacionais durante a fase de pandemia, bem como a Medalha de Cidadania e Mérito, também atribuída pela Liga dos Bombeiros Portugueses.
CerimoniaA cerimónia foi aproveitada pela corporação para homenagear algumas personalidades e entidades, como o ex-presidente da Câmara, Fernando Jorge; o ex-vice-presidente da autarquia, Victor Antunes, e a empresa Fotodisco, na pessoa de Alberto Ladeiro (distinção recebida pelos filhos).
Albino Caldeira, presidente da direção, lembrou os fundadores da Associação, numa época em que o concelho não estava infraestruturado e em que a corporação não tinha um único veículo. Hoje, os Bombeiros de Oleiros possuem um quartel moderno e funcional, num sonho que no seu entender foi concretizado graças ao empenho de Fernando Jorge, o grande obreiro desta intervenção, bem como do comendador Joaquim Morão, do comandante Rui Esteves, e de Manuela Esperança. Conseguimos, com eles, ter a casa ampliada e melhorada”.
À secretária de Estado, Albino Caldeira não pediu mais meios, mas deixou o desafio da prevenção aos incêndios começar a ser feita no inverno e da importância da ordenação da floresta. “Aquela que era a floresta maior da Europa em pinheiro bravo já não existe e está a ser invadida por outras espécies. Ajude-nos a evitar uma grande catástrofe”, disse.
Fernando JorgeO presidente dos Bombeiros sublinhou o investimento que a autarquia tem feito na área da proteção civil e de prevenção. “A Câmara de Oleiros instalou em diferentes freguesias 14 depósitos de água, com capacidade de 800 mil litros cada um. Para além disso, este ano observámos a limpeza de estradas florestais em mais de 100 quilómetros”, referiu.
Também Miguel Marques, presidente da Câmara de Oleiros, destacou o apoio que o município tem prestado aos bombeiros. “De 2019 até à presente data, o município apoiou financeiramente a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oleiros em mais de um milhão e 173 mil euros, canalizados para a requalificação do quartel, aquisição de viaturas, apoio à sua normal atividade e funcionamento regular das Equipas de Intervenção Permanente”, frisou.
Já António Nunes, presidente da Liga dos Bombeiros, recordou que “Oleiros foi sempre um concelho mártir no que respeita aos incêndios florestais”, elogiando a postura dos bombeiros do concelho.
Finalmente, o comandante dos Bombeiros, Luís Antunes, que tem 38 novos elementos, lembrou os fundadores da Associação e explicou que os bombeiros de Oleiros têm formação e que essa é uma aposta para continuar no futuro.