Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Março 2021 nº78 Ano XVII
Barco casa em Álvaro
Dormir no rio e desfrutar da mãe natureza
barco_final3Já imaginou passar uma noite no rio Zêzere, numa casa barco, com todas as comodidades e ainda ter a possibilidade de navegar num dos locais mais bonitos do país? A proposta é aliciante e o seu desejo pode ser concretizado em Álvaro, antiga sede de concelho, onde está atracado o barco casa do projeto Floating Álvaro. 
O troço do rio onde serão feitos os passeio, tem uma extensão de cerca de 45 quilómetros entre Cambas (concelho de Oleiros) até à barragem do Cabril (concelho de Pedrógão Grande), passando por perto de localidades com Álvaro, Sobral, Amoreira, Madeirã e Pedrógão Grande. 
A aposta neste equipamento é feita por Pedro Castanheira e Raquel Dias, naturais do concelho, que desde 2016 perseguiam a ideia de instalar no Zêzere um barco casa. "Ainda não tínhamos encontrado o barco ideal, pois não queríamos que fosse mais um, mas sim um espaço agradável e funcional para se poder desfrutar do rio e da natureza", referem.
Com uma largura de 6 metros e com 14 de comprimento, o barco casa tem uma cozinha completamente equipada para utilização diária, sala de estar, casa de banho, bomba de calor e gerador AC, um grelhador no terraço superior para os dias de sol, uma pequena adega e uma salamandra a "pellets". Tem ainda um quarto (com cama de casal), dois beliches, um sofá-cama para duas pessoas e uma varanda superior. Todos os compartimentos são climatizados.
Pedro Castanheira e Raquel Dias destacam também a vertente ecológica do barco. "Está equipado com painéis solares e fotovoltaicos que garantem a energia para toda a estrutura. Foi desenhado com materiais de baixo impacto ambiental e utiliza tecnologias que reduzem a sua pegada ecológica e baixam as necessidades energéticas. Tem incorporada uma micro Estação de Tratamento de Águas Residuais por lamas ativadas. Qualquer produto de higiene disponibilizado no barco casa é de origem natural", explicam. 
barco1O modelo escolhido pelo casal foi fabricado em Coimbra, pela Friday, e na sua produção houve também um toque pessoal de Pedro Castanheira e Raquel Dias.
Quais as opções
Com o processo burocrático e as certificações exigidas ultrapassados, o barco casa está preparado para receber clientes. Pedro Castanheira diz que as opções são muitas e que o objetivo futuro passa por ter outros locais de atracamento que não sejam apenas em Álvaro.
"O barco casa Floating Álvaro permite desfrutar de várias experiências", diz enquanto dá vários exemplos: uma dessas possibilidades pode passar por desfrutar de alguns dias, fim de semana ou férias. O custo por noite é 120 euros. Nesta vertente o barco casa tem capacidade para 12 pessoas, mas apenas são garantidas seis dormidas".
Pedro Castanheira diz que há também a possibilidade de "fazer um passeio no rio, uma, duas horas ou o tempo que o cliente pretender. Aqui o custo é é 35 euros por hora". 
A segurança é outro dos aspetos tidos em conta, pelo que "o barco casa será conduzido por uma pessoa habilitada para o efeito e, nesta vertente, tem capacidade para 12 pessoas. Deste modo, todos podem usufruir do passeio de uma forma tranquila e segura".
Pedro Castanheira explica que o barco casa pode ser também utilizado para a realização de um almoço de família ou de amigos, reuniões ou apenas para desfrutar do espaço. Nesta opção o custo da hora é de 15 euros e o barco ficará atracado na albufeira de Álvaro.
barco5Outra das opções será a estadia de uma noite com cinco horas de navegação, pelo preço de 250 euros, num total de 12 pessoas e seis dormidas.
Outra possibilidade é alugar o espaço do barco casa para, por exemplo, fazer um almoço de família ou amigos, reuniões, pedido de casamento/namoro, ler um livro serenamente junto ao rio, pescar, etc. O custo é 15 euros/hora e o barco estará atracado na marina de Álvaro. Nesta vertente o barco casa tem capacidade para 12 pessoas.
Poderá ainda adquirir um pacote que inclui a estadia por uma noite e 5 horas de navegação, com um custo de 250 euros.
Pedro Castanheira e Raquel Dias investiram neste projeto 300 mil euros, tendo tido apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, através de fundos comunitários, e o apoio logístico da Câmara de Oleiros.