Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Março 2021 nº78 Ano XVII
Rede Nacional
Oleiros é amigo da juventude
redeA Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude acaba de reconhecer a autarquia de Oleiros como seu membro fundador. Esta rede assume-se como uma "plataforma de contacto e compromisso do movimento associativo juvenil e do poder local, para a implementação de reais políticas de juventude, potenciadora de uma abordagem inovadora na forma de encarar as questões da participação jovem", diz o site oficial deste organismo. 
Tendo como promotor a Federação Nacional das Associações Juvenis, esta rede tem como objetivo principal "a partilha de boas práticas, a criação de estratégias e a promoção de sinergias associativas e municipais. Constitui-se como uma rede pioneira na conceção, implementação e avaliação de políticas locais de juventude estruturantes e sustentáveis, em clara sintonia e de forma articulada com a estratégia implementada pela FNAJ através de um Diálogo Jovem de Base Local e tendo de suporte e fundamento o Plano Nacional de Políticas Locais de Juventude".
Citado em nota enviada ao Oleiros Magazine, Fernando Jorge, presidente da Câmara, refere que o Município ao ser considerado membro fundador "desta rede pioneira reforça o nosso compromisso em assumir as políticas para a juventude como prioritárias, respondendo aos interesses e aspirações dos jovens (naturais, residentes e potenciais residentes) do concelho".
Para a autarquia, "a atribuição de membro fundador desta Rede Nacional insere-se na estratégia que a câmara tem vindo a desenvolver para a Juventude, a qual visa, entre outros objetivos, atrair e fixar população jovem no concelho, tornando-o uma referência nacional no que diz respeito aos incentivos criados".
Na mesma nota são divulgados alguns exemplos do que tem sido implementado, como os "programas e iniciativas como o Programa Oleiros Jovem ou o Orçamento Participativo Jovem, entre outros.
A atribuição de 5000 euros por cada filho ou casa construída/adquirida, bem como o montante máximo de 25 mil euros concedidos a cada projeto vencedor, respetivamente".