Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Agosto 2020 nº75 Ano XVI
Incêndio queima 900 hectares por hora, já arderam 20 mil
Oleiros3
OLEIROS 17:28 (14 de setembro) - O incêndio que deflagrou no concelho de Proença-a-Nova, no passado dia 13 de setembro, entrou nos concelhos de Oleiros e Castelo Branco.
O autarca de Oleiros diz que o cenário é dantesco e que o fogo estava a consumir 900 hectares por hora.
A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil diz que o incêndio atingiu um perímetro com uma área superior a 55 quilómetros.
O incêndio obrigou já à evacuação de cerca de 30 pessoas de várias povoações.
Neste momento o fogo tem uma grande frente e está a chegar às aldeias de Cambas e da Póvoa de Cambas.
Uma das zonas industriais de Oleiros chegou a estar em perigo, mas neste momento a situação parece estar controlada.
Combatem o incêndio, com três frentes ativas, mais de mil operacionais/bombeiros, 15 meios aéreos e 343 veículos.
Em declarações à RTP, o presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Jorge referiu que "este é o maior incêndio" de todos os que ocorreram nos últimos oito anos no concelho.
O incêndio já provocou dois feridos graves (devido a um incidente ocorrido no dia 13 de setembro) entre os bombeiros que o combatem.
Oleiros4
OLEIROS 11:22 (15 de setembro) - O incêndio que deflagrou no concelho de Proença-a-Nova, no passado dia 13 de setembro, e que entrou nos concelhos de Oleiros e Castelo Branco está dominado a 90%, informou a Proteção Civil na manhã de hoje. 
Luís Belo Costa, Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Sul e Comandante das Operações de Socorro, disse na conferência de imprensa, e citado pela imprensa, que "os trabalhos decorrem muito favoravelmente. Eu diria que a situação está muito favorável. Ainda não podemos dar o incêndio como dominado, porque ainda temos pequenos pontos quentes que carecem de uma atenção e de um trabalho muito dedicado, que não nos permitem ainda dar a situação como incêndio dominado".
No terreno ainda se encontram 995 homens, 326 viaturas e 8 meios aéreos.
Fogo _Oleiros
OLEIROS 14:23 (15 de setembro) - O incêndio já terá consumido cerca de 20 mil hectares de terreno. A estimativa é do presidente da Câmara de Oleiros, que à Comunicação Social disse que este é o pior incêndio dos últimos 20 anos e que está ao nível do que afetou o concelho em 2003.
O autarca afirmou à Agência Lusa e citado em diferentes órgãos de comunicação social, que no concelho de Oleiros "já ardeu tudo. Não há mais nada para arder, porque já chegou às zonas onde tinha ardido no ano passado e há dois anos".
Nas suas declarações, Fernando Jorge fala do combate às chamas, recordando que "quando não se consegue combater no início e quando o incêndio chega ao concelho como aconteceu desta vez, com frentes de vários quilómetros, o fogo segue o seu caminho e ninguém o consegue parar. Só é possível [pará-lo] com ordenamento florestal. Agora, vai-se falar muito do ordenamento e do emparcelamento e depois sabe o que se vai fazer? Nada", reforçou.
Ainda assim, o presidente da Câmara de Oleiros mostra esperança no atual Secretário de Estado das Florestas, João Paulo Catarino, ele que também já foi presidente da Câmara de Proença-a-Nova, concelho onde teve início este incêndio. "Com o atual secretário de Estado das Florestas, se tiver poder suficiente e se não lhe cortarem as pernas, seguramente se poderá desta vez ter um trabalho para o futuro. Mas não sei se ele terá essa força para impor o que é necessário fazer", disse.
O incêndio mantêm-se ativo e está a ser combatido por 911 bombeiros, apoiados por 311 viaturas e 11 meios aéreos.
OLEIROS 19:00 (15 de setembro) - O incêndio entrou em fase de resolução, informou no seu site a Proteção Civil.

 

 

****** Notícia em atualização ******

Oleiros Magazine
Nuno Abelho