Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | agosto 2019 nº71 Ano XVI
Um dos maiores festivais do mundo
Luso Pirotecnia ganha ouro no Quebec

fogo-artificio.JPGO Grupo Luso Pirotecnia, do qual faz parte a Pirotecnia Oleirense, venceu uma dos maiores festivais de fogo de artifício do mundo, no Quebec, Canadá. A empresa portuguesa foi a escolhida para vencer o ouro, por um grupo de 19 membros do público de diferentes regiões do Quebec.
Esta já não é a primeira vez que Luso Pirotecnia ganha prémios neste festival (em 2002 e 2012 venceram a prata). Este ano, naquela que foi a 35ª edição do Festival Internacional, a participação portuguesa foi feita com um espetáculo "concebido sob o tema das músicas de TV Show, incluindo músicas de programas de TV antigos, como A-Team, Barco do Amor ou Star Trek, mas também recentes êxitos como Games of Thrones, Narcos e Casa del Papel", revela João Paulo Ribeiro, da Pirotecnia Oleirense e da Luso Pirotecnia, em nota enviada ao nosso jornal. "A banda sonora foi feita em colaboração com um DJ de Montreal (DJ Hools), que integrou o espetáculo, atuando ao vivo, nos últimos 8 minutos, dos 33 que o espetáculo tinha no total", explica na mesma nota.
Para aquele responsável "os dois troféus anteriores são de prata. Foram muito importantes e bastante celebrados na altura (2002 e 2012). Mas este Júpiter de Ouro tem ainda mais significado. Representa para o Grupo Luso Pirotecnia uma enorme honra, sendo a consagração no maior palco da pirotecnia mundial, reconhecendo a nossa diferença, a nossa inovação, a forma arrojada como trabalhamos, sendo a nossa quinta participação no evento".
Na segunda posição classificou-se uma empresa da Austrália e na terceira uma dos Estados Unidos. Com este triunfo, a Pirotecnia Oleirense, através da Luso Pirotecnia volta a afirmar-se como uma das mais prestigiadas empresas do setor pirotécnico a nível mundial.
A Luso Pirotecnia sublinha o facto do espetáculo ser 100% português. "Todos os produtos utilizados na realização do mesmo, são portugueses, produzidos pelo Grupo Luso Pirotecnia", revela a nota.
O espetáculo teve a direção de Vitor Machado, o design de Pedro Gonçalves e a banda sonora do DJ Hools e de Mélanie Cagnon.

 

Carl Desjardins