Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Newsletter

FacebookTwitter
Jornal do Concelho de Oleiros | Directora: Daniela Silva | Periodicidade: Trimestral | Março 2021 nº78 Ano XVII
Autárquicas 2021
Fernando Jorge recandidata-se e pede união entre autarcas
fernando_jorgeFernando Jorge, atual presidente da Câmara de Oleiros vai recandidatar-se ao cargo nas próximas eleições autárquicas, pelo Partido Social Democrata. 
O anúncio da recandidatura foi confirmado ao Oleiros Magazine pelo próprio, justificando esta decisão com o facto das "pessoas de Oleiros me pedirem para o fazer. Nos últimos oito anos a minha ligação aos oleirenses e ao concelho tornou-se mais forte", começa por referir.  
Por isso, diz, a resposta à proposta feita pela Comissão Concelhia do PSD de Oleiros não poderia ser outra. "Aceitei-a com muita satisfação", reforça.
"Apostar nas pessoas e no seu bem estar" continua a ser o mote da sua estratégia, a que se junta o "criar de condições para que se fixe mais gente e empresas no concelho". Diz ainda que é necessário que os autarcas da região se unam, para em conjunto puxarem por estes territórios.
Fernando Jorge explica que irá fazer a apresentação pública da sua candidatura em abril. 
No seu entender a prioridade continuam a ser as pessoas do concelho. O autarca e candidato recorda que "Oleiros é o concelho do país que garante mais apoios sociais à sua população", citando mesmo o estudo da Deco Proteste". Por isso, assegura, "a aposta vai continuar a ser feita nas pessoas".
Para Fernando Jorge, há áreas importantes a ter em conta. "A fixação de pessoas e a captação de empresas são duas delas. A pandemia trouxe oportunidades para os territórios do interior, como é o caso de Oleiros. As pessoas estão a optar mais pelos espaços rurais, onde há mais qualidade de vida". Mas no seu entender, "tem que haver união entre todos os autarcas para colocar toda esta região no mapa, destacando a qualidade de vida que aqui existe em relação a outros territórios mais urbanos. Todos em conjunto devemos puxar por esta região, para de uma forma agregada unir esforços. Não devemos estar fechados numa concha".
O autarca e candidato dá exemplos do que pode ser feito: "gostaríamos de criar rotas, como a de Siza Vieira, envolvendo outros concelho, como Proença-a-Nova, Sertã e Castelo Branco, de forma a que quem visita este território aqui possa ficar mais tempo e visitar as suas obras. Falo das rotas, como poderia falar dos produtos. O vinho Callum é um bom exemplo". 
Fernando Jorge diz que "essa união de esforços deverá também passar por, junto do Governo, dialogar e defender o que é necessário para esta região. Os fundos comunitários não podem servir apenas para fazer novas pontes no Porto. Nós aqui continuamos sem uma ligação a Madrid (IC31) e sem a Barragem do Alvito. Nos grandes projetos temos que estar todos juntos. Com tricas políticas não vamos a lado nenhum".